Empresa de design: a importância para sua empresa

Empresa de Design

Se você se pergunta por que seus clientes acham seu produto ou serviço caro, ou por que você não consegue conquistar clientes bons, este artigo é para você. Você não consegue cobrar um valor justo pelos seus serviços? Seus clientes não são fiéis a você? Você não se destaca entre seus concorrentes? Talvez o que falte para sua empresa seja uma palavra: Empresa de Design ou Design.

Esse tal de Design é para minha empresa?

O Design tem uma importância muito grande para empresas. Ele aumenta a qualidade percebida de seus produtos e serviços. Em outras palavras: os clientes tendem a considerar os produtos e serviços de uma empresa com design bem trabalhado como sendo de melhor qualidade do que os de outras com design inferior. Simples assim! Veja um exemplo. Qual dos computadores a seguir lhe parece melhor?

Empresa de Design

Independente até da configuração das duas máquinas, qual delas você acha que chamaria mais atenção em uma loja de informática? O design bem trabalhado permite diversos benefícios para a empresa, dentre eles:

  • O consumidor avalia e considera justo pagar mais caro por um produto ou serviço por entender que será de melhor qualidade;
  • O consumidor de fato considera um produto ou serviço de melhor qualidade;
  • O consumidor fica realmente satisfeito com o produto ou serviço;
  • O consumidor se torna um potencial divulgador da marca entre amigos e familiares;
  • O consumidor se torna fiel à marca e à empresa, voltando a fazer negócios no futuro.

Isso vale não apenas para produtos, mas também para serviços. Independente do que você venda, se sua empresa investe no bom design, ela aparentará maior, melhor e mais confiável que as demais. Este mesmo conceito se aplica também a todo material institucional com que sua empresa se relaciona com seus clientes em potencial. Isso vale para seu site, seus anúncios, a faixada de sua empresa, seus cartões de visita, todo material de apoio gráfico (pastas, envelopes, folders, flyers, etc), os e-mails e newsletters que envia, a assinatura que vai no final dos seus e-mails, as apresentações que envia aos seus clientes e muito mais.

Por que um Designer ou empresa de design?

Embora pareça óbvio, nem sempre levamos em consideração a famosa frase de Red Adair, Bombeiro da American Oil, que disse uma vez: “Se você pensa que é caro contratar um profissional para o trabalho, espere até contratar um amador”. O Designer é o profissional mais indicado para desenvolver identidade visual, peças de comunicação visual e web design, mas você sabe por que?

A formação de um Designer leva em conta diversos conhecimentos adquiridos ao longo dos anos de experiência. Um Designer de formação estuda diversos fatores que podem influenciar a nossa percepção. Um Designer não é um artista, ao contrário do que muitas pessoas pensam. Um artista cria obras que podem ter diferentes interpretações enquanto um Designer cria peças que necessariamente devem passar os mesmos conceitos ao maior número possível de pessoas. Confira algumas áreas relacionadas ao design:

  • TEORIA DAS CORES

Você sabia que cada cor tem uma cor complementar? Quando vemos algo verde, por exemplo, nosso cérebro automaticamente sente a necessidade do vermelho e quando vemos o laranja, nosso cérebro pede o azul. Além de conceitos como este, Designers também estudam contrastes, técnicas para escolha de cores no círculo cromático e muito mais.

  • PSICOLOGIA DAS CORES

Cada cor desperta uma sensação em nosso cérebro. Todos sabem que amarelo com vermelho dá fome, mas um

Empresa de DesignDesigner vai muito além nestes conceitos. Você sabia por exemplo que o laranja desperta a criatividade e interação entre as pessoas? E que o azul é a cor preferida por adultos? O vermelho desperta a sensação de urgência, e por aí vai. Usar a cor certa é muito importante;

  • GESTALT

Gestalt veio da psicologia e se refere à psicologia da forma. Basicamente ela compreende que a soma de duas partes (ex: A+B) não é simplesmente A+B, mas sim um terceiro elemento “C” que possui características próprias. A união de elementos na diagramação gera novos elementos e conjuntos, e é preciso saber equilibrar os pesos, cores e contrastes para causar o impacto certo;

  • TIPOGRAFIA

Trata-se da arte e processo de criação na composição de um texto, seja física ou digitalmente. As formas das letras podem passar conceitos além de facilitar ou dificultar a leitura. O bom Designer sabe usar estes conhecimentos para usar fontes adequadas para leitura de longe, grandes blocos de texto, textos elegantes, melhor aproveitamento do espaço, etc;

  • LINGUAGEM VISUAL

Trata-se da criação de uma imagem para comunicar uma idéia. É preciso conhecimento para escolher cores, texturas e formas, e saber dar equilíbrio à uma peça;

  • TECNOLOGIA

Um Designer precisa estar sempre antenado com as últimas tecnologias, principalmente nos quesitos de Web Design. De nada adianta ter todo o conhecimento anterior e criar um super site fantástico mas que ninguém encontre nas buscas. É preciso saber usar a tecnologia a seu favor.

Como podemos ver, estas são apenas algumas diferenças entre o Designer Profissional e o famoso “Designer Sobrinho” (aquele famoso sobrinho fera de computador que sabe fazer tudo). Dominar ferramentas como Photoshop, Corel Draw, Illustrator e InDesign (softwares muito utilizados por designers) muita gente domina, mas isso não basta.

Conhecer a legislação não faz de alguém um advogado, conhecer o corpo humano não faz de alguém um médico nem saber usar um computador faz desta pessoa um engenheiro de software. Por que saber usar Photoshop bastaria para fazer de alguém um designer? Pense nisso!

Design e a Qualidade Organizacional

Um design bem trabalhado em materiais institucionais aumenta significativamente a percepção de qualidade organizacional em sua empresa. Em outras palavras, se você usa envelopes personalizados, cartões personalizados, timbrados personalizados, apresentações personalizadas e outros itens do dia a dia seguindo a mesma identidade visual, seus clientes perceberão sua empresa como séria, organizada e confiável. Já para aqueles que não se preocupam com isso, a imagem de “bagunça” fica muito implícita.

Imagine receber uma proposta comercial impressa em sulfite, digitada sem um padrão no Word, impressa em uma jato de tinta e borrada, colocada em um envelope de papel kraft de R$ 0,10 padrão vendido em qualquer papelaria, enviada por correio com o destinatário escrito à mão sem nem sequer o logo da instituição. Que confiança e segurança esta pessoa que a receber terá para fechar negócio?

Um outro exemplo excelente é o site. Nos dias de hoje, um site bem organizado e apresentável é fundamental para mostrar que sua empresa é séria e organizada. Suponha que um cliente queira conhecer um pouco mais sobre a empresa com quem está fechando negócio, e resolva fazer uma busca rápida no Google. Ao encontrar o site, se depara com conteúdo desatualizado, pobre e com um layout infantil. Ao tentar navegar, ele se perde, não encontra sequer uma imagem que represente corretamente os serviços executados ou produtos comercializados. Ao invés disso, encontra apenas informações completamente sem importância como previsão do tempo, animações pulando para todos os lados, música tocando no fundo, mouse cintilante, etc. O amadorismo em um site simplesmente destrói completamente a imagem de uma empresa. Já um site bem construído, simples, de fácil navegação, com imagens cuidadosamente pensadas e textos bem escritos, esse sim representa uma empresa séria e organizada.

É preciso garantir a usabilidade

Os avanços tecnológicos acontecem muito rapidamente, e na internet não é diferente. A cada versão nova de um navegador, o mesmo recebe dezenas de recursos novos e otimizações para exibir sites mais e mais modernos. Muita coisa muda com o tempo, e o design deve seguir estas tendências. Até alguns anos atrás, os web designers se baseavam em estatísticas para otimizar a visualização de seus sites, por esse motivo era comum visualizarmos botões informando que aquele site era melhor visualizado em tal versão do navegador e com resolução mínima de tanto. Hoje em dia, não podemos nos dar ao luxo de ignorar determinados clientes simplesmente porque não possuem um computador igual ao nosso.

Um site deve se apresentar perfeitamente em um computador de tela pequena, em um computador de tela grande, em uma tablet, em um smartphone e até em um celular convencional. Também deve aparecer independente do navegador que o visitante use, pois cada um é livre para escolher o que gosta.

Um exemplo negativo são alguns sites de boates e bares. Muitos deles criam verdadeiros espetáculos de